Sustentabilidade é porta de entrada ao mercado globalizado

preservação-meio-ambiente
Por Pablo Pacheco

Cada vez mais, mercado exige investimentos com mix de competitividade, inovação e responsabilidade socioambiental

Globalização. A palavra que começou a ganhar significado para os brasileiros a partir de meados da década de 90, na verdade, nunca saiu de moda. Com a criação do Real e a valorização da moeda nacional perante os mercados internacionais, o Brasil se viu frente a uma janela de oportunidades nos negócios e nas relações comerciais entre diversos países. No entanto, a tal globalização exigiria – e ainda o faz – um conjunto de características das empresas brasileiras, como competitividade, inovação, responsabilidade socioambiental e sustentabilidade.

Uberlândia e região deverão contar, em breve, com um ‘case’ significativo neste panorama. Encontra-se em fase adiantada de negociações a construção da planta da Novozymes, uma multinacional dinamarquesa que deve produzir etanol a partir do reaproveitamento dos restos de grãos.

Compartilhar

Comentar

Espaço do anunciante